(11) 5185-0570

(11) 99907-6292

Av. Arnolfo de Azevedo, 84 - Pacaembú - São Paulo - SP - 01236-0360

Varizes

Geralmente acomete os membros inferiores, também podendo surgir como ramificações pequenas, roxas ou avermelhadas, conhecidas como "vasinhos". Na maioria das vezes, as varizes aparecem em virtude do mau funcionamento das válvulas venosas que servem para bombear o sangue de volta ao coração. Por uma questão hormonal, as mulheres, em especial as gestantes, são as maiores vítimas do problema. A progesterona e o estrogênio, hormônios que apresentam-se aumentados na gravidez, favorecem a dilatação das veias, dificultando o funcionamento das válvulas venosas. O crescimento do útero é outro fator determinante. Ao crescer, o órgão exerce pressão sobre as veias da região pélvica e na veia cava inferior (responsável por drenar o sangue proveniente dos membros inferiores e da cavidade abdominal), aumentando a pressão sangüínea nos vasos das pernas.

A hereditariedade (fator genético) é preponderante quando se trata de varizes. O aumento de peso e a idade tornam a possibilidade de surgir varizes ainda maior. A sensação de queimação e o inchaço nas pernas, além de dor e cansaço, são alguns dos sintomas associados à complicação.

O tratamento depende do tipo e da quantidade de varizes existentes e deve ser indicado apenas por um especialista. Entre as intervenções estão escleroterapia química, escleroterapia a laser, radiofreqüência e a cirurgia, entre outras. Não há tratamentos indicados e seguros durante a gestação. A remoção cirúrgica é aconselhável após a última gravidez da mulher, pois o problema costuma se agravar a cada gestação. Existem alternativas para prevenir ou minimizar o problema. Essas orientações devem fazer parte da rotina, mesmo antes do surgimento do problema:
  • Praticar atividades físicas regularmente é fundamental, uma simples caminhada já ajuda, o sangue dos pés é bombeado para cima pela musculatura das panturrilhas;
  • Evitar o excesso de pressão sobre as pernas, por exemplo, não permanecer por muito tempo de pé;
  • Sempre que possível, sentar-se com as pernas elevadas para facilitar a circulação sangüínea e o retorno venoso;
  • Vestir meia elástica não elimina as varizes, mas previne o agravamento das que já existem e o surgimento de novas. Meias elásticas podem ser desconfortáveis, principalmente no verão, mas são imprescindíveis. Devem ser colocadas pela manhã, antes de levanter-se da cama, ou após a elevação dos membros inferiores por, pelo menos, 15 minutos;
  • Drenagem linfática pode ajudar a melhorar as condições circulatórias e o inchaço nos membros inferiores, mas deve sempre ser feita por indicação médica.
 
« Voltar