(11) 5185-0570

(11) 99907-6292

Av. Arnolfo de Azevedo, 84 - Pacaembú - São Paulo - SP - 01236-0360

Olheiras

Quais são as principais causas das olheiras? Ele pode indicar doenças mais sérias? (Em caso positivo) Quais as mais comuns?
As bolsas e olheiras são causadas por diversos fatores, dentre eles: genética, etnia, dietas muito severas, estados debilitados de saúde, alterações da supra-renal, doenças do fígado, doenças sistêmicas como a diabetes, estresse físico e emocional e até mesmo o avançar da idade, que faz com que a pele fique mais fina nessa área. Pode haver exacerbação do quadro por fatores cotidianos, como noites mal dormidas, cigarro, exposição ao sol, uso de pílula anticoncepcional, excesso de bebidas alcoólicas, café e período pré-menstrual, pois estes desencadeiam dilatação e congestão dos vasos sanguíneos da região.

Alguns povos, como os indianos e os árabes, têm predisposição genética a produzir maior quantidade de melanina (pigmento que dá cor à pele) que, estimulada pelos raios ultravioletas, se armazena na região. Assim, usar o protetor solar torna-se ainda mais importante.

A pele da área infra-palpebral é muito fina e delicada, assim sendo, um acúmulo extra de melanina ou de vasinhos nessa região acaba ficando evidente, levando à tonalidade arroxeada na área. Qualquer medicamento que cause dilatação vascular, pode precipitar ou exacerbar olheiras. Uma vez que a pele abaixo dos olhos é muito delicada e fina, a elevação no fluxo sangüíneo pode ficar aparente. A falta de nutrientes na dieta, ou a falta de uma dieta balanceada, pode contribuir para a descoloração da área sob os olhos. A falta de sono ou fadiga excessiva pode causar palidez da pele, além de congestão vascular, o que permite que o sangue sob ela torne-se visível e fique com aparência azul ou escura.

Se você tem propensão a ter olheiras, à medida que envelhece elas provavelmente ficarão mais visíveis e permanentes. Excesso de camadas de pele sob os olhos também farão as olheiras mais pronunciadas.
 
Causas principais:
Vasculares: Congestão e dilatação dos vasos sanguíneos;
Pigmentares: Excesso de melanina;
Bolsas profundas ou sulcos palpebrais: Acúmulo de líquido ou gordura abaixo dos olhos  
 
Verdade que as olheiras podem ser sintoma de alergias? Qual é a relação entre um problema e outro?
 Os processos alérgicos, de uma forma geral, levam à má qualidade do sono, o que propicia o aparecimento das olheiras. Além disso, muitas vezes cursam com hipersensibilidade na região ocular, o que gera coceira e reação inflamatória, ou seja, vermelhidão, inchaço e pigmentação da área afetada.
 
Essas manchas também podem ser sinal de intolerância ao glúten e doença celíaca? Qual é a relação entre um problema e outro?
Sendo a doença celíaca uma enfermidade em que há diminuição da capacidade de absorção de nutrientes no intestino, seus sintomas são comuns a outras doenças causadoras de má absorção intestinal, sendo que as olheiras fazem parte do quadro clínico, estando relacionadas à carência nutricional e ao estresse orgânico relacionado à doença.
   
Os sintomas típicos no adulto são a diarréia crônica, esteatorréia (fezes com um teor aumentado de gordura, volumosas, com cor clara e brilhante, mal cheirosas e moles) e a perda de peso (resultante de uma inadequada absorção de nutrientes). O quadro clínico na criança tem algumas características próprias. Atualmente sabe-se que a maioria dos adultos com doença celíaca não tratada, apresenta formas atípicas, com queixas transitórias e sintomas extra-intestinais nem sempre associados à sua verdadeira causa. Assim, além da diarréia e esteatorréia que podem ser pouco aparentes e intermitentes, pode haver obstipação (prisão de ventre) alternando com diarréia, cólicas e distensão abdominal, dores ósseas e cãibras por perda de cálcio, magnésio e potássio, edema (inchaço) das extremidades dos membros, tremores, formigamento e diminuição da sensibilidade das mãos e dos pés, alterações do ciclo menstrual, pele seca, unhas quebradiças, aftas etc. Todas essas alterações clínicas, propiciam o aparecimento das olheiras.
 
É possível dar dicas de como prevenir o problema?
  • Evite cigarro, bebidas alcoólicas e alimentos com muito sal e condimentos.
  • Durma pelo menos 7 horas por dia.
  • Antes de dormir, passe um creme cosmético específico para a hidratação da área dos olhos, principalmente aqueles que possuem componentes para amenizar olheiras.
  • Pratique exercícios físicos e mantenha uma alimentação saudável.
  • Evite a exposição ao sol para evitar a pigmentação de melanina abaixo dos olhos.
  • Compressas geladas com chá de camomila, soro fisiológico ou água filtrada podem ajudar.
Há casos em que é preciso tratar a causa? Quais? E como é o tratamento, nesses casos?
Há possibilidade de cura? Ou se faz apenas um controle? Por quê?

Quando as olheiras são momentâneas, por exemplo, decorrentes de horas insuficientes de sono, muitas vezes um bom descanso resolve o problema. Se uma alergia é a raiz do seu problema, tratar a alergia, ou remover o alérgeno (fator desencadeante da reação alérgica), realmente solucionará seu problema. Se suas olheiras ou inchaço são constantes, você pode ter uma alergia alimentar não detectada ou alergia a um produto químico em sua casa ou trabalho. Fale com um dermatologista para ajudar a determinar ao que você pode ser alérgico. Pessoas com alergias tendem a ter deficiência em B6, ácido fólico e vitamina B12. Tomar um multivitamínico pode ajudar no tratamento da alergia, e, consequentemente das olheiras. Porém, quando o fator genético é preponderante, o tratamento é mais difícil e as recidivas são freqüentes.

Quais os tratamentos mais comuns para o sintoma?
Princípios ativos clareadores e vasoconstritores de uso tópico, laser, luz intensa pulsada, peelings, preenchimento com ácido hialurônico.

Os cremes mais indicados contêm em suas formulações componentes como a hidroquinona, ácido retinóico, vitamina C, ácido kójico, ácido hialurônico, retinaldeído.

Os lasers agem no sistema vascular ou na pigmentação da pele. A luz intensa pulsada é um dos procedimentos mais indicados, ocorre emissão de um feixe de luz que é atraído pela tonalidade escura da região, levando à fragmentação do pigmento e clareando a pele. Os lasers utilizados para tratar as olheiras de causas vasculares são os que têm afinidade pela hemoglobina, destruindo a mesma (Nd: YAG, Pulsed Dye Laser). Existem ainda lasers que atuam na flacidez, atenuando as bolsas (C02, Er: YAG). O tratamento requer 3 a 5 sessões, dependendo do tipo de pele do paciente e das características das olheiras e/ou bolsas.
    
Além da maquiagem, há outra forma de esconder as olheiras?
Algumas medidas que auxiliam na melhora do aspecto das olheiras:

  •  Aplicar cremes específicos para o contorno dos olhos. A hidratação da pele dessa região é importante para garantir um aspecto cutâneo mais saudável.
  •  Dê preferência aos produtos que contenham vitamina K, C e E, que ajudam a minimizar olheiras.
  • Antes de aplicar a maquiagem ou o produto de tratamento, faça compressas com água filtrada ou chá gelados. Com isso, obtem-se vasoconstrição, o que diminui o inchaço e clareia.
  • Se, mesmo seguindo todas as dicas, não houver melhora do aspecto das olheiras, a maquiagem é a salvação. Com os produtos certos, é possível disfarçar as áreas mais escuras, Os corretivos são uma ferramenta indispensável e altamente eficaz. Para suavizar o escurecimento da região, passe antes do corretivo da cor da pele, um corretivo amarelo (em pó, creme ou bastão), dando leves batidinhas.
Alguma receita caseira para diminuir o aspecto inchado ou escuro?
Uma dica caseira para amenizar as olheiras é fazer compressas com água filtrada, soro fisiológico, água termal ou chá de camomila gelados. Recomenda-se embeber o algodão com um dos líquidos gelados, aplicar na área dos olhos de deixar por 15 minutos. O resfriamento causa vasoconstrição instantânea e melhora a congestão e escurecimento da área temporariamente.

Circula pela internet que o uso da pomada Hipoglos ajuda a amenizar os efeitos das olheiras? É mito? Por que?
A fórmula da Hipoglós (retinol, colecalciferol e óxido de zinco) é rica em substâncias que nutrem e reparam a pele. Apresenta ação hidratante, assim sendo, pode melhorar o aspecto das olheiras. No entanto, o produto não é próprio para esse fim, nem tampouco para o uso na área dos olhos, região muito delicada e sensível, altamente susceptível a irritações e alergias.
« Voltar