(11) 5185-0570

(11) 99907-6292

Av. Arnolfo de Azevedo, 84 - Pacaembú - São Paulo - SP - 01236-0360

Acantose Nigricans

Tricoscopia consiste em exame não invasivo e indolor feito no consultório dermatológico com o objetivo de estudar o couro cabeludo e a haste capilar. Possibilita uma análise comparativa das diferentes áreas do couro cabeludo, determinando os locais de comprometimento capilar e sua intensidade.

Além de ser uma ferramenta valiosa para o diagnóstico de uma série de doenças do couro cabeludo e dos cabelos, ela é ideal para avaliar a resposta de tratamentos em cada segmento afetado. A tricoscopia tem um potencial para evitar biópsias desnecessárias e, quando uma biópsia ainda é necessária, ela é útil na escolha do local certo para a realização.

O método permite a avaliação dos sinais clínicos e sintomas das diversas doenças que afetam os fios e o couro cabeludo, como as descamações e as inflamações. As afecções diagnosticadas pela tricoscopia são:
  • Rarefação e perda capilar;
  • Calvícies (alopecia androgenética) de padrão feminino e masculino;
  • Alopécia areata,
  • Alopécia frontal fibrosante;
  • Eflúvio telógeno;
  • Lúpus;
  • Líquen plano pilar;     
  • Entre outras.
Como é feito o exame?
Com a utilização de um equipamento chamado fotovideodermatoscópico, que possui uma câmera com zoom superpotente — com aumentos de 20 a 70 vezes — o dermatologista conseguirá examinar detalhadamente com e sem luz polarizada a composição e a saúde de todas as estruturas que formam os fios de cabelo e do couro cabeludo.

O exame permite ainda que o especialista capture e salve todas as imagens em alta resolução, podendo utilizá-las para comparação entre áreas saudáveis do couro cabeludo e dos fios. A tricoscopia permite a obtenção de imagens detalhadas e objetivas das lesões antes, durante e após o tratamento, permitindo assim avaliar o quão efetiva foi a terapia para o paciente.
 
Para quem o exame está indicado?
Todo paciente com queixa de queda de cabelo e alterações no couro cabeludo deve consultar seu médico dermatologista. Ele irá avaliar cada caso e indicará, se necessário, a realização do exame. 

É importante enfatizar a importância de procurar por atendimento especializado para um diagnóstico correto antes da doença progredir, tornando o tratamento mais efetivo em estágios iniciais.
« Voltar